← Ler todos os artigos

Marketing em tempos de crise: por que não cortar esses gastos em tempos incertos?

marketing de crise

Crise financeira não é uma novidade. Basta sentar em uma mesa de bar para começarem as teorias sobre o assunto. Se tratando da situação atual de pandemia, o cenário pode ser desanimador, mas é possível manter as finanças saudáveis mesmo com as limitações que a situação atual impõe. Com esse cenário, o primeiro pensamento do empresário é: cortar gastos. Porém é preciso cuidado e planejamento antes de tomar qualquer atitude. Cortar gastos de maneira emotiva e sem reflexão pode ser o fim do seu negócio. Principalmente quando você decide cortar completamente os gastos com a área de marketing da empresa.

Vale lembrar que marketing não é um gasto, é um investimento e deve ser tratado como tal. É possível mudar a estrutura desse investimento, mas cortá-lo por completo não é a melhor opção. O setor de marketing ou a empresa de marketing contratada são responsáveis pela comunicação da sua empresa com seus clientes. Sem esse investimento, seu cliente pode ficar mal informado, já que você vai ter outras preocupações e publicidade não será prioridade.

Encerrando os investimentos em marketing durante uma crise, você acaba saindo da memória dos seu cliente que não vê mais as suas publicações. Aliado a isso, seu concorrente que continua mantendo ações de marketing e chamando a atenção de um novo público que está cada vez mais online nesse período.

Além disso tudo, ajustar a estratégia de marketing para a situação atual pode sair ainda mais econômico e garantir o retorno financeiro que você precisa. Um exemplo é o marketing de conteúdo que vai além da venda tradicional. Essa abordagem trabalha com a geração de autoridade e melhora a sua relação com seus clientes. Essa não é a única vantagem. O marketing de conteúdo garante um ROI (retorno sobre investimento) maior que os tipos tradicionais de marketing.

Outra grande vantagem é a possibilidade de relacionar esse retorno. Trabalhando com ferramentas de análise, você consegue medir quais os conteúdos mais acessados, os que deram mais resultados e consegue entender melhor o objetivo do seu público. Focar apenas em material para as redes sociais não demonstra a dimensão do seu alcance, muito menos mostra a quantidade de conversões realizadas. Ou seja, vendas não estão diretamente ligadas ao número de curtidas em publicações no Instagram. A estratégia precisa de mais consistência.

O número mais importante a ser analisado na hora de realizar o planejamento é o CAC (custo de aquisição de cliente). O marketing de conteúdo tem um custo muito menor se comparado às outras estratégias de marketing. Isso se deve ao fato de você construir um relacionamento sólido com o cliente, uma relação de confiança. O cliente passa a consumir seu produto ou serviço por confiar na sua empresa e por sua autoridade construída ao longo do tempo.

E não ache que investir em mídia paga é um gasto desnecessário! Publicações orgânicas nas redes sociais tem seu valor, mas deixam você falando apenas para quem já o conhece. Impulsionar vai fazer você ser conhecido por novos possíveis clientes. Para além disso, compra de palavras-chave no Google Ads faz seu crescimento de autoridade mais rápido e tem um retorno mais assertivo.

E então? Convencido de que abandonar o marketing pode não ser a melhor saída? Mudar a estratégia e focar em uma campanha que faça sentido para o seu negócio é muito melhor do que abandonar por completo a comunicação. Baixe o nosso e-book Uma Introdução ao Inbound Marketing e saiba ainda mais sobre como o marketing de conteúdo pode fazer a diferença para o seu negócio nesse momento de crise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima